Choose the criteria of research through the menu below and click on "Search".

Superm Pratense

Conheça um pouco mais sobre , cidade onde o estabelecimento se encontra:
Xanxerê é um município brasileiro localizado no oeste do estado de Santa Catarina, distando 508 km da capital estadual, Florianópolis. Sendo uma cidade média-pequena com uma população estimada em 50.309 habitantes, é a terceira maior cidade do oeste catarinense. É sede da Região Geográfica Imediata de Xanxerê, composta por 13 municípios, e está inserida na Região Metropolitana de Chapecó, na Bacia do rio Uruguai. Destaca-se pela qualidade de vida oferecida a seus moradores e por ser um importante entroncamento rodoviário regional, favorecendo o comércio com o Mercosul. Exerce significativa influência no oeste catarinense, seja do ponto de vista econômico, cultural ou político. Segundo o IBGE, Xanxerê é uma das cidades que mais cresce no estado e é a 22ª economia de Santa Catarina. Ostenta o título de "Capital estadual do milho" graças ao seu forte potencial na agroindústria. A cultura predominante é a italiana e a alemã, trazida por imigrantes que chegaram no início do século XX, procedentes em sua maioria do Rio Grande do Sul. Até o início do século XIX, índios guaranis e kaingangs habitavam a região de Xanxerê. Nesta época, estabeleceram-se na região alguns fazendeiros, dando início ao ciclo da madeira e pecuária. Anos mais tarde, imigrantes vindos do Rio Grande do Sul, descendentes de italianos e alemães, radicaram-se na cidade, que havia sido uma área de litígios entre o Brasil e a Argentina. Criaram-se duas colônias militares (decreto nº 2.502 de 16 de novembro de 1859) denominadas Chapecó ("Xapecó") e Chopim. O capitão José Bernardino Bormann foi incumbido da tarefa, fundando a Colônia Militar de Chapecó em 1880, instalada efetivamente em 14 de março de 1882. Bormann dirigiu a colônia (também conhecida como colônia de Xanxerê) durante dezessete anos. Faleceu em 1919 no Rio de Janeiro, no posto de marechal. A colônia foi extinta em 1890, tornando-se distrito do município de Palmas, no Paraná. Na época pertencia a Santa Catarina, com o nome de Distrito de Generozópolis. Um litígio quanto aos limites entre Santa Catarina e Paraná, provocou em 1916, a intervenção do presidente da república Venceslau Brás, que resolveu a questão junto com o General Felipe Schmidt, governador de Santa Catarina e o Coronel Cavalcanti, governador do Paraná. Santa Catarina passa a ser dividido em novos municípios, entre eles Chapecó, com a Lei Estadual nº 1.147, de 24 de agosto de 1917. É nomeado provisoriamente para superintendente municipal (equivalente a prefeito nos dias atuais), o coronel Manoel dos Santos Marinho. Nas primeiras eleições realizadas em Passo Bormann, Xanxerê, São Domingos, Campo Erê e Barracão, distritos do município de Chapecó, foi eleito o próprio coronel Marinho, que nomeou o José Julio Farrapo como intendente em Xanxerê, através da Resolução nº 05 de 1 de Setembro de 1917. A sede do município é transferida pelo governador Hercílio Luz para o distrito de Xanxerê em 5 de novembro de 1919, através da Lei nº 1.260. Em 5 de dezembro de 1923, a sede muda novamente, desta vez para Passo Bormann, passando o distrito de Xanxerê a ser denominado "Rui Barbosa", pertencente à comarca de Chapecó até dezembro de 1929, quando voltou novamente a chamar-se Xanxerê. Em 3 de outubro de 1929, pela Lei Estadual nº 1.645, Xanxerê volta a ser sede do município de Chapecó. O General Ptolomeu de Assis Brasil, com a revolução de 1930, assume a função de governador do estado, designando para prefeito de Chapecó, Nicácio Portela Diniz, que novamente instalou a sede do município em Passo Bormann. Com a morte de Portela em fevereiro de 1931, assume o cargo João Candido Marinho, capitão da Força Pública do Estado, que pediu ao governador que a sede municipal fosse para o povoado de Passo dos Índios. Em 1938, a sede muda o nome de Passo dos Indios para Chapecó, que passou a fazer parte do recém criado Território do Iguaçú em 1943. O território foi extinto em 1946 e Xanxerê e outros distritos integrantes de Chapecó passaram novamente para o território catarinense. Muitas famílias migraram para a região, vindas principalmente do Rio Grande do Sul. No Censo realizado no ano de 1950, havia 1.311 habitantes na área urbana de Xanxerê (643 homens e 668 mulheres). Xanxerê registrava na época uma das maiores populações rurais do estado, com 86,7% de sua população vivendo na área rural. Xanxerê passou a se desenvolver e em 17 de dezembro de 1953. A vila se emancipou, sendo criado o município de Xanxerê, sendo instalado oficialmente em 27 de fevereiro de 1954. Foi designado pelo governador Irineu Bornhausen, o professor Teodósio Mauricio Wanderley, como prefeito provisório de Xanxerê. As primeiras eleições foram realizadas em 3 de outubro de 1954. Saiu vitorioso das urnas o candidato Adilio Fortes (PSD), que foi o primeiro prefeito eleito do município.